-
18/06/2020 às 11h57

Sara Winter sofre ameaças de morte na cadeia, diz defesa

Brasil
Sara Winter sofre ameaças de morte na cadeia, diz defesa

“Sara deixou claro que vem sofrendo ameaças de morte oriundas de dentro da penitenciária”, diz defesa.


A defesa de Sara Winter informa que a ativista vem sofrendo ameaças de morte dentro da Colmeia, penitenciária feminina em Brasília para onde ela foi levada nesta quarta-feira (17).


Os advogados informaram o caso ao delegado responsável pelo presídio e à ministra do Supremo Tribunal Federal (STF), Cármen Lúcia, relatora de um habeas corpus. 


Em nota, a defesa de Winter classifica a prisão dela como “ilegal, arbitrária e política”:


“Sara deixou claro que vem sofrendo ameaças de morte oriundas de dentro da penitenciária, sendo, inclusive, informando ao delegado responsável e através de petição à Ministra Relatora do HC impetrado, Carmem Lúcia, requerendo a análise urgente da medida liminar para sua imediata soltura, pois entendem que sua prisão é ILEGAL, ARBITRÁRIA e POLÍTICA.”


Confira abaixo a íntegra da nota divulgada pela defesa de Winter:


“NOTA À IMPRENSA


Lamentavelmente Sara Winter foi transferida hoje da sede da Polícia Federal para o presídio feminino do Gama, conhecido como “Colmeia”, sem que seu HABEAS CORPUS fosse sequer apreciado.


Em seu depoimento (15/06), Sara deixou claro que vem sofrendo ameaças de morte oriundas de dentro da penitenciária, sendo, inclusive, informado ao delegado responsável e através de petição à Ministra Relatora do HC impetrado, Carmem Lúcia, requerendo a análise urgente da medida liminar para sua imediata soltura, pois entendem que sua prisão é ILEGAL, ARBITRÁRIA e POLÍTICA.


A DEFESA informa que até o presente momento, 19h30m, 17/06/2020, quarta-feira, não teve acesso sequer à decisão que motivou a prisão temporária, o que entendemos uma grave ofensa ao exercício da ampla defesa, previsto na Constituição Federal, e prerrogativas dos advogados constituídos.


O HC foi impetrado no mesmo dia de sua prisão (15/06), mas, até o presente momento não houve qualquer decisão, o que causa absoluta estranheza pela demora.


A DEFESA está tomando todas as medidas cabíveis e necessárias para que o direito de Sara Winter seja respeitado, bem como às prerrogativas de seus defensores.


Por fim, é relevante informar que apenas os advogados abaixo descritos estão habilitados na defesa de Sara Winter, e aduz-se alerta para pessoas que estão utilizando o nome de Sara Winter para realização de “vakinhas” virtuais, com viés arrecadatório, o que não possui qualquer ligação com mesma, e sequer por ela foi autorizado ou requerido.


Brasília/DF, 17 de junho de 2020.


RENATA CRISTINA FELIX TAVARES – OAB/DF 50.848

BERTONI OLIVEIRA BARBOSA – OAB/DF 45.319

PAULO CÉSAR RODRIGUES DE FARIA – OAB/GO 57.637 e OAB/DF 64.817

LAYANE ALVES DA SILVA – OAB/GO 54.906 e OAB/DF 65.676”