-
28/08/2018 às 10h30

Tribunal russo encarcera líder da oposição por protestar

Mundo
Tribunal russo encarcera líder da oposição por protestar
Reprodução Web

Alexei Navalny, líder da oposição a Vladimir Putin, na Rússia, foi condenado a 30 dias de prisão, ontem, 27, por violar leis públicas de protesto. O crime: ele organizou uma manifestação não autorizada contra o Kremlin, no dia 28 de janeiro.


Navalny, 42 anos, foi preso pelas forças policiais russas fora de sua residência e levado para uma delegacia em Moscou. Conforme as informações, ele foi detido sem nem saber o motivo pelo qual estava sendo preso.


A ação também visa impedir que Navalny convoque uma manifestação para a primeira semana de setembro. O foco desta seria a crítica a uma impopular reforma da previdência que é proposta pelo governo de Putin.


O opositor já havia sido preso em janeiro desse ano, após uma manifestação em que milhares de russos foram às ruas para protestar contra as eleições ocorridas em 18 de março. Vale lembrar também que Navalny foi proibido de participar do pleito que reconduziu Vladimir Putin ao comando do país.


O governo trata o opositor como o principal rival de Putin. Eis a diferença entre os regimes verdadeiramente democráticos e aqueles que ainda são influenciados por visões oriundas do comunismo. Qualquer semelhança com regimes que punem alguém simplesmente por ser oposição não é mera coincidência.