-
11/05/2021 às 10h11

Vacina de Oxford em grávidas: Anvisa recomenda suspensão

Saúde
Vacina de Oxford em grávidas: Anvisa recomenda suspensão

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) recomendou, nesta segunda-feira (10), a suspensão imediata do uso da vacina contra Covid-19 da Oxford/AstraZeneca em grávidas. 


O imunizante não deve mais ser aplicado em grávidas com comorbidades, como vinha ocorrendo.


De acordo com nota técnica emitida pela Anvisa, a decisão é fundamentada no “monitoramento constante de eventos adversos possivelmente causados pelas vacinas em uso no País”.


Enquanto isso, o Ministério da Saúde investiga a morte de uma mulher grávida que desenvolveu trombose dias após ter recebido uma dose da vacina no Rio de Janeiro. 


É importante ressaltar que, no entanto, a nota da Anvisa não cita o ocorrido como justificativa para a suspensão do uso da vacina.